O que é e como usar o Google Street View?

Google Street View é um recurso do Google Maps e do Google Earth que disponibiliza vistas panorâmicas (em 360° no nível da rua) permitindo uma “visita” virtual a partes de algumas regiões do mundo. Tudo começou em 25 de maio de 2007 nos EUA, com um protótipo testado no carro do Larry Page, co-fundador e atual presidente do Google, fotografando apenas 5 cidades americanas, o Google Street View chega hoje aos seus 5 anos.

As condições climáticas ideais para a captura de imagens do Street View são tempo seco e céu ligeiramente nublado – chuva, neve, nevoeiro e granizo são as piores, obviamente. A geografia, a densidade populacional, clima e trânsito são apenas algumas das questões logísticas que podem afetar o tempo que leva para cobrir uma área selecionada, pode chegar a vários meses.

Atualmente já são dezenas de milhões o número de imagens que foram capturadas para o Street View até agora em vários países. Veja a lista: Estados Unidos, Canadá, México, Brasil, Espanha, França, Reino Unido, Itália, Polônia, Finlândia, Noruega, Suécia, Ucrânia, Tailândia, Coréia do Sul, Japão, Taiwan, Singapura, África do Sul, Austrália, Nova Zelândia, Tazmânia, Israel, Iraque, Grécia, Romênia, Portugal, Bélgica, Holanda, Rússia, Irlanda, República Tcheca, Áustria, Eslovênia, Estônia, Dinamarca e Suíça.

Vamos conhecer os bastidores, ou seja, o que há por trás das câmeras do Google Street View, que fotografam 15 fotos a cada 10 metros.

No início era usada uma picape, com câmeras fixadas, lasers e um dispositivo GPS no alto. Depois tentaram usar uma van, antes de passar para uma frota de carros, o que permitiu estender o projeto para outras partes dos EUA e do mundo todo.

Dentro dos carros, trabalham dois funcionários terceirizados pelo Google: o piloto do carro e o co-piloto que serve para ditar as coordenadas e o trajeto a ser percorrido. Além disso, a equipe conta com um time dedicado à logística das rotas que cada carro deve fazer, que muda de um país para o outro. Atualmente no Brasil, o Google Street View atua no RS, SC, PR, SP, RJ, MG e AM

Porém, nem sempre é possível chegar de carro a alguns lugares, como áreas de pedestres, ruas estreitas etc. Por conta disso surgiu a ideia de usar bicicletas. Foi o mecânico Dan Ratner que percebeu que podia combinar seu hobby favorito ao Street View e começou a trabalhar em um sistema de câmeras especiais para serem transportadas por um triciclo.

Tempos depois, um grupo de funcionários do Google que eram amantes da arte, resolveram levar a tecnologia Street View a museus do mundo todo. Para isso precisavam de um outro tipo de veiculo com um sistema que pudesse passar pela porta do museu e contornar esculturas com facilidade. Então desenvolveram um carrinho que apelidado de Trolley. Com esse equipamento, hoje podemos conhecer 151 museus diferentes de todo o mundo, através do Google Art Project, mais uma tecnologia Google integrada com o Google Street View.

Não podendo esquecer o motoneve, a ideia do triciclo montado para terrenos nevados. A estrutura foi montada em poucos fins de semana, usando algumas motoneves, fita adesiva e discos rígidos extras enrolados em casacos de esqui para aguentar as condições congelantes. Felizmente, o pessoal em Whistler Blackcomb, uma famosa estação de esqui no Canadá, também estava entusiasmado e agora você pode explorar Whistler no Street View.

Como usar o Google Street View?

As imagens podem ser navegadas usando tanto o mouse quanto o teclado. Com esses dispositivos as fotos podem ser vistas em diferentes tamanhos, a partir de qualquer direção e de diversos ângulos. As linhas que surgem na rua que está sendo exibida indicam a direção seguida pelo carro com a câmera do street view.

Como são feitas as imagens por onde navegamos?

As fotografias para o Street View não podem ter lacunas nas imagens, por isso há câmeras adjacentes no carro que tiram fotos sobrepostas. Para remover a sobreposição e criar uma imagem contínua em 360 graus.

A imagem parece distorcida após serem agrupadas. Isto se dá porque é a representação plana de uma forma esférica. Então, projeta-se a imagem novamente em uma esfera, para que tenha aparência normal no Street View.

À medida que a pessoa avança por uma rua, é preciso determinar qual imagem será mostrada. Para isso são feits cálculos com base em sinais coletados pelo carro, por exemplo os dados dos três lasers. A rapidez com que os lasers refletem nas superfícies mostra a que distância cada edifício ou objeto está e permite construir modelos 3D. Quando você move o mouse para uma área distante, esse modelo 3D determina a melhor panorâmica daquele local a ser mostrada. São usados os mesmos dados no Google Earth, projetando as imagens do Street View em modelos 3D para proporcionar uma experiência imersiva.

Mas é claro que nem tudo são flores quando a questão é privacidade. Talvez nenhum produto do Google tenha gerado tanta polêmica e estranhezas, como o Google Street View – as câmeras já fotografaram homens nus saindo de um carro, desagradáveis fotos de corpos mortos, e a ira de vários governos, principalmente na Europa, que acreditam que é uma invasão de privacidade. Além disso, o Google Street View já sofreu processos referente a coletas de dados privados via wi-fi no Reino Unido e Canadá.

Na Europa, a resistência foi ainda maior. Na República Tcheca o Street View foi banido completamente. Na Alemanha, o governo obrigou a Google a aceitar uma lista prévia de pessoas que não queriam ter suas casas fotografadas. Assim, o serviço nem foi lançado no país ainda.

É uma maravilhosa tecnologia, até que alguém se reconhece engajado numa atividade que prefere não ser visto fazendo. Alguns pais também têm ficado preocupados com seus filhos mostrando-se no Street View quando as imagens de suas casas são exibidas. É nesse momento que as pessoas começaram a se perguntar se seu direito à privacidade foi violada. Até no Brasil já teve caso de processos contra a grande Google. O primeiro caso conhecido foi do engenheiro mecânico Hevaldo Dias Duarte, residente em Belo Horizonte. Na imagem que gerou reboliço, Duarte aparecia vomitando próximo a um telefone público. Uma das interpretações que se espalharam pela web é de que o indivíduo estaria embriagado e, por isso, havia vomitado.

Ele foi alvo de chacotas, e-mails e de divulgação da foto na internet. Os clientes dele pediram a retirada imediata da imagem no ar, e ele foi advertido verbalmente pela empresa.

O Street View faz fotos de áreas públicas, mas os incomodados têm acesso ao botão de remoção, no rodapé. É possível denunciar uma foto que incomoda, pois é existem ferramentas de fácil acesso para permitir que usuários solicitem que imagens mostrando o próprio, sua família, carro ou casa sejam borradas.

Curiosidades sobre o serviço

O Google Street View também já testemunhou algumas infrações e casos inusitados. Quatro é o número de países onde Wally, atualmente, pode ser encontrado em imagens do Street View (Reino Unido, França, Itália, Espanha).
E como um pouco de humor é sempre bem-vindo, veja algumas imagens retiradas de vários países diferentes.

Por falar nisso, não são apenas as câmeras do Google Street View que flagram curiosidades e ilegalidades. Neste vídeo o próprio carro da Google está bem acima do limite de velocidade e foi filmado por um outro carro.

Outro fato curioso foi o da mulher que foi fotografada 43 vezes pelas câmeras do Google Street View. Wendy Southgate, 52 anos, levava seu cachorro para passear enquanto o carro do Google Street View passava pela rua seguindo o mesmo caminho que ela. Várias das fotos, inclusive, mostram ela olhando com alguma preocupação para o carro.

Quem descobriu, sem querer, foi o esposo dela numa rápida consulta a ferramenta. Reparem que o carro da Google também atraiu a atenção da polícia, que o seguiu por um bom percurso. Seja como for, será Wendy um recorde com 43 fotos ou existe alguém que tenha aparecido mais?

A ferramenta tem sido utilizada para algumas finalidades criativas, incluindo um funcionário da Google, que propôs a sua namorada através do Street View. Pois acreditem, alguns geeks criam maneiras de fazer exercícios explorando o Google Street View.

Segundo o site Hack a Day, Lette Moloney é uma irlandesa que está utilizando seu projeto para apresentar a tese de mestrado.

Sua obra consta de uma bicicleta ergométrica antiga, com dois sensores inseridos lado a lado. Quando um ímã colado aos pedais passa entre os sensores, um sinal é enviado através de um circuito Arduino, estabelecendo se o movimento para trás ou para frente.

Com um pouco de programação, os comandos são então transmitidos à página do Google Street View, movendo a localização virtual do “ciclista de sala de estar”. Veja como funciona o projeto no vídeo abaixo:

Outros usos interessantes do Google Street View

O Google Street View é uma ferramenta divertida que pode ser usado para verificar a sua casa, andar por sua rua, conferir várias cidades ou até mesmo tirar umas férias virtual. Mas seus usos podem ir além de apenas entreter a si mesmo quando você está entediado. Há uma série de grandes usos para o Google Street View, veja alguns.

1. Combinar as imagens em um vídeo legal
O vídeo a seguir foi criado através da captura de imagens de vários locais no Street View e colocá-los em seqüência para criar a aparência de movimento. O processo é trabalhoso, mas os resultados são muito legal.

2. Procure referências e confira a rota
Além de obter um bom olhar para o local exato de seu destino, você também pode procurar pontos de referência para ajudá-lo a chegar lá.

3. Confira se aquele restaurante ou hotel que você encontrou na internet fica num bom lugar ou não
Se você quer ir para uma área de sua cidade que você não está tão familiarizado ou você está planejando um período de férias, o Google Street View pode deixar você realmente a par de restaurantes ou hoteis, para que você possa ver se está em uma boa vizinhança. Você também pode verificar o que está próximo, se há local para boas compras, e até que ponto é longe da praia, parque de diversões, etc.

4. Confira os locais antigamente freqüentados ou sua casa da infância
Todos temos momentos de nostalgia. Voltar ao seu antigo bairro para ver como está nos tempos atuais ficou mais fácil. Se a área é coberta por Street View, você pode obter a sensação de nostalgia do conforto de sua própria casa.

5. Detectar locais com crimes
Como mostrado anteriormente, o Google Street View muitas vezes flagra assaltos e até prostituição. Quer saber se um local é bom para ser frequentado ou não, utilize-se da ferramenta sem pudores.

POSTS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *