Notícia

Published on junho 4th, 2018 | by sardinha

0

Bora Transformar discute tecnologia e inovação no Rio

Empoderamento digital, empreendedorismo cívico, realidade virtual, universo maker. Esses foram alguns dos assuntos discutidos durante o “Bora Transformar – Experiências Digitais para Criar e Inovar”, realizado pela organização social Recode e pela Microsoft. Um dos destaques do evento foi o Circuito 360°, onde os participantes passavam por três etapas para a composição da experiência: primeiramente assistiam ao filme “Rio de Lama, a maior tragédia ambiental do Brasil” (dirigido por Tadeu Jungle) usando óculos de realidade virtual 3D. Em seguida, formavam grupos para uma análise do filme e, na última etapa, para a experimentação de cursos disponíveis na plataforma virtual Recode.

O evento, que reuniu cerca de 500 jovens, educadores e líderes sociais, entre os dias 29 e 30 de maio, no Museu de Arte do Rio (MAR), trouxe para o debate projetos difundidos a partir do incentivo à tecnologia como ferramenta de empoderamento e empreendedorismo; diferentes possibilidades de experimentação, inovação e robótica; o conceito de cultura maker – ou “faça você mesmo”; e até um aplicativo criado para diminuir a evasão escolar, que pode ajudar os pais a acompanhar a frequência, materiais e apostilas, propiciando maior participação na rotina escolar dos filhos.

 

Segundo Rodrigo Baggio, presidente da Recode, é preciso incentivar e capacitar os jovens a gerar ações que solucionem problemas. “Inspirar as pessoas a serem agentes de transformação e a usarem a tecnologia para transformar vidas e a sociedade é a nossa força-motriz”, aponta.

 

A educação e a necessidade de adequação da sala de aula às inovações tecnológicas também foram destacadas durante o evento. Como estamos educando as novas gerações? Perguntas como essa precisam ser pontos de reflexão e questionamento entre estudantes e educadores. Um estudo da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), realizado no ano passado, concluiu que 65% das crianças de hoje trabalharão em profissões que nem mesmo ainda existem.

A tecnologia está motivando as pessoas a inovar e a criar canais e estruturas para o desenvolvimento e aplicação de novos projetos, iniciativas e causas. De olho em um futuro melhor para todos, o desafio é incentivar o protagonismo do jovem. “O evento me fez pensar no próximo e despertou a vontade de criar algo para ajudar outras pessoas a expandir suas ideias e oportunidades”, conta a estudante Clara Valesca.

 

Sobre a Recode

A Recode (antigo Comitê para Democratização da Informática) é uma organização social voltada ao empoderamento digital, que busca formar jovens autônomos, conscientes e conectados, aptos a reprogramar o sistema em que estão inseridos, a partir do uso da tecnologia. Com mais de 20 anos de atuação em tecnologia, formação de redes e cidadania, a organização atua em parceria com bibliotecas, escolas públicas e instituições comunitárias para formar uma grande rede que promove uma nova consciência e gera oportunidades aos jovens brasileiros em situação de vulnerabilidade social. A organização faz parte de uma rede presente em 7 países e já impactou até hoje mais de 1,7 milhão de vidas.

 


Sobre o(a) Autor(a)

Claudia Sardinha não consegue passar um dia sem assistir um episódio de seriado (já são uns 40 na lista). Ama jogar videogame e é viciada em resident Evil (e nunca diga que é jogo de zumbi perto dela). Adora jogar FPS no PC e ler livros de fantasia nas longas viagens de ônibus pro trabalho.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑