Anime Fate – Entendendo As Três Versões do Anime

Antes de qualquer coisa segue uma lista de fatos para você poder ter uma compreensão da história:

  • A história é focada na guerra do Cálice Sagrado onde 7 Magos invocam 7 Espíritos Heroicos de outras eras (passado ou futuro) para lutarem entre si com a finalidade que o vencedor obtenha o Cálice que pode realizar qualquer desejo.
  • Os Servos são de 7 Classes diferentes (Saber, Archer, Assassin, Caster, Rider, Berserker e Lancer) e, geralmente, são chamados assim, pois revelar sua verdadeira identidade pode expor seus pontos fracos.
  • Os Mestres além de fornecer Mana para os Servos poderem manter sua existência, possuem 3 Selos de Comando que forçam os Servos a obedecerem qualquer ordem dada.

 

Dito isso, vamos entender Fate Stay Night.

Rota da Saber foi o primeiro anime envolvendo o universo de Fate lançado em 2006 tem como protagonista Shirou Emiya que deseja ser um herói da justiça no futuro e se vê envolvido nessa Guerra do Cálice sem querer, após ser quase morto por um Servo, pois estava no lugar errado e na hora errada. Shirou tenta ao máximo evitar o derramamento de sangue e como ele é bastante imprudente, sempre coloca sua vida em risco sem pensar muito. A história ficou cheia de perguntas sem respostas, o que faz desse Fate uma versão que não agradou muito. Mas ele foi importante por ter sido a porta de entrada para outras séries da franquia ganharem animes. São no total 24 episódios.

 

Fate Stay Night Unlimited Blade Works

Rota da Rin Tohsaka foi lançada em 2014 e 2015 e a série tem o começo da história praticamente o mesmo, mas conta com uma história bem mais detalhada e sem furos como a primeira versão. Além de uma animação de excelente qualidade, principalmente nas lutas. Como é uma rota diferente, a história segue outro rumo, não deixando de ser boa. Tem um filme de mesmo nome. A série tem 25 episódios, além do episódio 00.

 

Fate Stay Night Heaven’s Feel

Rota da Sakura foi de longe a história mais sombria das três. O clima pesado toma conta além do grande destaque na personagem Sakura, praticamente deixada de lado nas outras duas versões. Outra diferença foi o formato: foram 3 filmes em vez de série de TV.  Foi abordado também a criação do Cálice, mas não deram um detalhamento da Guerra como vista em Unlimited Blade Works. Então eu recomendo assistir as outras séries antes de assistir aos filmes para que não fiquem confusos quanto a história.

 

Lembrando que Fate é um anime baseado num game

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *