Netiqueta, Xuxa e Twitter


Imagine que você nunca tenha andado de bicicleta. De repente você ganha uma e resolve correr atrás do prejuízo. O ideal seria procurar alguém para lhe orientar e ajudar a aprender, OK?!


Mas há os que consideram uma bobagem buscar orientação e já querem fazer como seus amigos mais experientes. São aqueles que pegam a bicicleta, se metem no meio do trânsito caótico e consequentemente se envolvem em acidentes e confusões.


Essa semana um imbróglio envolvendo a apresentadora Xuxa e outros usuários do Twitter, virou acalourado assunto na rede.


Xuxa, assim como várias outras celebridades, criou uma conta no Twitter. Até aí tudo bem, se ela não começasse a postar sem muitos cuidados com a grafia e afins. Caso queira saber mais, acesse o blog do Mauricio Stycer.

Perfil da Xuxa no Twitter
Perfil da Xuxa no Twitter


Todo mundo sabe que existem os observadores “minuciosos” que apenas esperam um deslize, sendo de celebridade ou não (aliás, o you tube está cheio de anônimos celebridades). Cabe a você se resguardar ou simplesmente ignorar essas pessoas que “não tem mais nada pra fazer da vida”.


Sem me alongar no fato, e longe de querer apontar quem está certo ou errado, a idéia deste post é a reflexão sobre como nos relacionamos com as novas tecnologias e especialmente com as redes sociais.


Nesse caso também vale a regra dos cuidados com a segurança, mencionados em posts anteriores.


Enfim, alguns “erros” passam despercebidos. Outros podem virar uma tempestade como na vida nossa de cada dia. Assassinar a ortografia, ignorar o respeito com o outro, esquecer de princípios éticos e coisa e tal, podem até passar incólumes, mas porque correr o risco?


Pode parecer desnecessário alertar, mas tenha cuidado com as
iniciativas auto-didatas (sem querer puxar a sardinha para o meu lado, literalmente, rs). Se você desconhece o assunto, não sabe como funciona uma nova ferramenta , informe-se antes de sair aventurando-se e se expondo inadequadamente. Não é vergonha procurar ajuda 🙂


Só não vale agir como se estivesse atendendo a porta de casa, vestindo apenas suas roupas íntimas.


Pense nisso e siga algumas das dicas da Netiqueta, como é chamada a etiqueta na internet 🙂


* O uso da rede é um privilégio, não um direito. Portanto, não abuse dele. Você é responsável pelas suas ações. Respeite as regras e procedimentos de cada sistema. Lembre-se de que o fato de “poder” fazer determinada ação, não significa que você “deve” fazê-la.


* Se por acaso você discordar de alguma coisa, discorde educadamente. Tente incluir alguma idéia que há em comum, como por ex.: “Eu concordo com isto… mas discordo de… Na minha opinião… “


* Use letras maiúsculas apenas para destacar determinado ponto, como títulos e cabeçalhos. Você pode usar ***asteriscos*** também.


* Cuidado com o que você diz a respeito das pessoas. As informações correm facilmente através da rede. Pense nas consequências sociais causadas pelo que você escreve.


* Seja cuidadoso com o que fala para e sobre os outros você não é a única pessoa que se comunica na Internet; mais alguns milhões de pessoas também o fazem. Portanto, pense bem antes de enviar mensagens com informações pessoais para newsgroups, listas de discussão ou mesmo para endereços particulares.


* Jamais mande mensagens agressivas que possam ofender alguém. Às vezes a sua “piada” ou seu sarcasmo pode ser mal interpretado. Com certeza você receberá uma resposta malcriada de volta. E isso é um desperdício dos recursos da rede, e só aborrecem as pessoas.


* A maioria das pessoas na Internet vai lhe conhecer somente através do que e de como você escreve. Portanto, evite erros gramaticais e certifique-se de que o conteúdo é de fácil leitura e compreensão para o seu público alvo.


* ESCREVER USANDO SOMENTE LETRAS MAIÚSCULAS FAZ SUPOR QUE O AUTOR ESTÁ FALANDO EM VOZ ALTA OU GRITANDO. Portanto, evite!


* Se você gostou de algo na rede, faça com que o autor saiba disso. Você também pode dar algumas sugestões.


* Quando você envia alguma coisa pela rede, ela provavelmente é de domínio público, a não ser que você tenha os direitos autorais e especifique isto na mensagem. Cuidado ao enviar artigos, letras de músicas, resenhas de livros ou qualquer outra coisa que seja sujeita a copyright. Evite, dentro do possível, incluir esses tipos de documentos em sua correspondência.


* Os “Emoticons” são ícones formados por parênteses, pontos, vírgulas e outros símbolos do teclado. Representam carinhas desenhadas na horizontal e denotam emoções. Use-os com moderação.
Exemplos de Emoticons:
: ) Alegre
: ( Triste, contrariado
; ) Piscada de olho, observação sarcástica
8 ) Sorrindo e com óculos escuros
: x Boca fechada (no sentido de manter segredo)
: 0 Espanto, surpresa
:’ ( Chorando
: D Rindo de você


Abração,
Claudia Sardinha

Ps.: As dicas da Netiqueta aqui expostas fora retiradas do site do CTI

5 thoughts on “Netiqueta, Xuxa e Twitter

  1. Muito bom Claudia. É isso mesmo. Inclusive gostaria de comentar que devido a esses ‘excessos’, um internauta no Pará foi julgado e condenado a 2 anos de reclusão e a uma multa de R$ 20.000,00 por racismo. Ele se juntou a uma comunidade no Orkut que não é favorável aos índios e, pior do que isso, ele escreveu a seguinte frase: ” Gostaria de matar todos os índios”.
    Bastou isso para ir a julgamento. Então, temos que ficar alertas com essas coisas que parecem “sem importância” ou só uma brincadeira, mas as consequências são sérias. Cuidado com participações em “comunidades”. Elas podem levantar uma bandeira perigosa !
    beijo, Soraya

  2. ESCREVER USANDO SOMENTE LETRAS MAIÚSCULAS FAZ SUPOR QUE O AUTOR ESTÁ FALANDO EM VOZ ALTA OU GRITANDO. Portanto, evite!

    Acho que somar o conteúdo ao tamanho da fonte deveria ser, também, um conselho ético. Muitas pessoas mais velhas ( e não apenas), com problemas de vista cansada e outros, tem necessidade de usar letras maiúsculas ou tamanho aumentado das fontes para que possam ler e se fazer ler sem grande desgaste. Como sempre, há excessões em toda regra.

  3. Concordo contigo, Angela.
    Mas, infelizmente foi “convencionado” que letras maiúsculas representam grito.
    Hoje em dia, com as questões de usabilidade e acessibilidade, programadores e designers têm se empenhado em colocar opções para pessoas com problemas visuais, disponibilizando ícones que possibilitam aumentar o tamanho da fonte.
    Porém, para sites que não possuem esse ícone, a dica é apertar a tecla crtl (control), segurando-a, e clicar na tecla + do teclado. É um subterfúgio ao uso da maiúscula 🙂

  4. Excelente matéria, Cláudia,
    Alias, acho que muita coisa que a gente acaba aprendendo na vida deveria ser matéria escolar. Em vez de aprendermos trigonometria avançada (pra que né?) que tal aprender princípios de socialização real e virtual; Redação para o mundo virtual. Eu até queria ser professor em uma turminha destas, ensinando a usar twitter, facebook e afins.
    E se você permite uma dica, quando for fazer seu perfil no LinkeIn (uma rede social profissional) evite colocar fotos mais “a vontade” como esta aqui, ó, rs: http://www.linkedin.com/pub/f%C3%A1tima-gentille/7a/512/b93.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *